O que dizer e o que não dizer

Muita gente encara com dificuldade a tarefa de falar pela primeira vês com um amigo ou conhecido após eles ter sido diagnosticado com câncer. A pesar de ter boas intenções, muita gente tende à sem querer, ferir os sentimentos ou causar confusão em vês de confortar o próximo.

Baseado nas minhas próprias experiências e as minhas conversações com outros que padecem do câncer, aqui ofereço algumas sugestões:

O que dizer:

Não se preocupe. Você estará bem.

O nosso instinto natural é de dar apoio ao paciente de câncer de que tudo estará bem. Enquanto palavras de apoio sempre serão bem vindas, após ser diagnosticado com câncer, a pessoa provavelmente estará preocupada. Em lugar de despachar a preocupação, reconheça-as. Uma conversa honesta seguirá.

Isto é muita má noticia, mas eu poderia ser atropelado na rua e morrer amanhã.

Ninguém na história da civilização nunca encontrou conforto nestas palavras, mas todos as usam sempre.

Você fuma?

Muitas pessoas com câncer de pulmão são perguntados isto muito. Falar isto evoca um sentimento de culpabilidade e não oferece conforto nenhum. Geralmente, as pessoas fazem esta pergunta para se assegurar a sim mesmos. “Você fumou e pegou câncer. Eu não fumo, então eu não tenho que me preocupar.”

Você tem que ir a este doutor ou se tratar ou fazer este regime contra-câncer. Se alguém quer o seu conselho, eles pedirão a sua opinião.

Me diga como eu posso ajudar você.

Este comentário geralmente é genuíno, mas coloca na pessoa com câncer a carga de pensar em tarefas para delegar. É muito melhor atuar. Leve-a lanche, tome conta dos seus filhos por uma noite, leve o seu cachorro a passear, escreva-a cartas de apoio moral, ou ligue para ele ou ela e diga, “Estou indo para o mercado. O que posso pegar para você?”

O que dizer

Sinto muita pena. Isto é uma boa e sincera resposta.

Como você está lidando com isto tudo? Uma simples pergunta como esta permite a pessoa com câncer tomar a iniciativa e abre a porta para a conversa.

Você gostaria de pegar uma xícara de café e conversar um pouco?\

Você está sempre nas minhas orações e pensamentos. A energia positiva sempre ajuda, em qualquer maneira que funcione para você e o doente de câncer.

Um amigo meu descreve duas camadas de respostas cada vês que ela confessa à alguém o seu câncer. A primeira camada é imediata, sincera e do coração. “Ah não. Sinto muita pena.” A segunda camada é quando a pessoa começa à dizer aquilo que eles pensam que deveriam dizer. “Você estará bem. Você estará jogando tênis em um mês.” Ela deseja que as pessoas deixassem de falar depois do “Sinto muita pena.”

Similar à outras conversas difíceis, as palavras específicas são muito menos importantes do que a presença tangível dos familiares e amigos. As palavras ficarem emboladas NÃO é problema – o que importa é o coração.

 

Translated by Antonio J. Henriquez Garcia

Leave a Reply

Your email address will not be published.